Estratégia para Afiliados de Sucesso
Como trabalhar na Internet

4 Estratégias Matadoras Para Decolar Seus Resultados Como Afiliado

Estratégia Para Afiliados – 4 Formas Matadoras Para Decolar Seus Resultados

Devido à natureza do mercado de marketing digital, a profissão de ser um afiliado acaba sendo vendida como uma fonte de dinheiro ilimitado que flui sem fim e encontrar uma estratégia para afiliados que realmente te proporciona o “dinheiro ilimitado” pode ser bem difícil no início.

Se você já fez isso antes, você sabe que essa imagem é longe de ser uma realidade.

Sim, pode ser muito gratificante encaminhar um e-mail promovendo um produto para sua lista e então receber comissões decorrentes de alguns cliques e sem muito trabalho por sua parte.

No entanto, se você não souber trabalhar e se comunicar com essas pessoas corretamente, as chances de você não converter nada são tão prováveis quanto.

Como em qualquer tipo de marketing, a eficiência do que você fizer vai depender bastante na estratégia que aplicar e quão bem você a aplica. 

Uma única estratégia para afiliados que funcione no piloto automático pode ser o suficiente para sustentar o seu negócio e te trazer a tranquilidade e a liberdade que você tanto deseja.

Neste artigo, separei 4 estratégias para afiliados comprovadas e testadas que podem te trazer sucesso repetidamente e no longo prazo:

ESTRATÉGIA PARA AFILIADOS 1 // O REVIEW DO PRODUTO

Existe uma grande diferença entre uma promoção de produto e um review e essa diferença pode ser somada em uma palavra: valor.

Se você estiver simplesmente promovendo uma oferta, a única coisa que está dizendo para as pessoas é “compre isso que estou te mandando para você ganhar dinheiro, emagrecer, aprender inglês etc.” Em um review de um produto, você está proporcionando valor informações reais e insights para os seus leitores.

Porém, não são todos os reviews que são criados igualmente, então aqui estão alguns fatores que diferenciam um bom review de um review negativo:

1) Entregue Provas & Exemplos

Talvez o maior erro que eu vejo afiliados cometendo é que elas fazem pouco esforço para trazer uma opinião sobre o produto que estão promovendo e acabam simplesmente regurgitando o que está na página de vendas e chamando de um “review”.

Já vi também afiliados que criam “vídeo reviews” e simplesmente vão descendo a página de vendas e narrando o que está lá. Isso não é um review e você pode ter certeza que seu público também vai perceber isso rapidamente!

Ao invés de fazer isso, procure aumentar o valor o valor no seu review ao providenciar exemplos reais e opiniões reais sobre o produto. Explique como você tem usado o produto e como foi sua experiência com isso. Se possível, mostre exemplos de você usando o produto ou crie curtos tutoriais mostrando como usar o produto.

Fazer isso vai providenciar provas de que o produto realmente funciona e também cria uma conexão entre os benefícios teóricos de um produto e a realidade de usar o mesmo.

2) Faça o Review Ser Longo & Detalhado, Mas Fácil de Ler Rapidamente

Um review longo e detalhado mostra que você perdeu um tempo com o produto e que você não está apenas deixando um link de afiliado para ganhar uma grana rápida.

Embora um longo review possa ser visto como sendo positivo por seus leitores, você precisa manter em mente que alguns não irão ler tudo. Para esses leitores, certifique que o review seja fácil de ler ao dividir em segmentos com um subtítulo para cada um. Acrescentando imagens e pontos ajuda também.

Finalmente, utilize uma secção de overview no topo e um resumo no final para chamar atenção dos seus leitores.

Existe um plugin para wordpress que te permite criar reviews profissionais com um simples clique e que está funcionando muito bem para afiliados. Clique aqui para conhecer.

3) Não Tenha Medo de Destacar os Pontos Negativos

Existem diversos testes e anúncios que demonstraram que reviews “negativos” ou que contém opiniões de pontos negativos de um determinado produto acabam aumentando as vendas de um produto (desde que a grande maioria da sua crítica/ review seja positivo).

Provavelmente seja porque se todo review que você visse fosse 100% positivo, não iria parecer muito plausível.

O mesmo se aplica ao review de um produto:

Mesmo que o principal objetivo seja promover um produto, você precisa evitar transforma seu review em algo que só “puxa o saco” do produto como sendo perfeito. Nenhum produto é perfeito…pode ser MUITO bom, mas sempre vai ter algo que pode ser considerado negativo.

Procure focar a grande parte do seu review nos principais benefícios do produto, mas acrescente algumas pequenas irritações que você encontrou no produto. Isso torna o review mais crível, mais valioso e pode aumentar suas conversões drasticamente.

4) Acrescente Um Recomendação Clara & Promoção no Final

Assim que tudo estiver acabado, não deixe o leitor se sentindo perdido. Faça uma recomendação clara do produto, e uma chamada para ação persuasiva com um botão e/ou link enorme para clicar.

Por que Esta Estratégia para Afiliados Funciona?

Essa estratégia de review é especificamente eficiente para produto que você pode promover à longo prazo.

Como dá trabalho de criar e o conteúdo é recheado, é possível conseguir um bom volume de tráfego orgânico para ela, e como ela proporciona valor real, é provável que seus leitores vão compartilhá-la nas redes sociais.

Na minha experiência, a taxa de conversão direta de um review é as vezes menor do que uma promoção direta. Porém, a maioria das promoções de maior sucesso foram os que tiveram a estratégia do review como parte delas.

Na verdade, a segunda estratégia é uma variação do review e pode até ser ainda mais poderoso.

ESTRATÉGIA PARA AFILIADOS 2 // O REVIEW COMPARATIVO

É um pouco parecido com o review de produto que vimos agora pouco, porém no review comparativo você vai comparar vários produtos parecidos, listar seus pontos positivos e negativos e por fim, declarar um vencedor.

Esse tipo de review é extremamente valioso para os seus leitores porque em qualquer mercado com múltiplos produtos competitivos, “mas qual deles deveria comprar? ” É uma pergunta que está na mente de todos os potenciais compradores. Ainda melhor: é exatamente o tipo de pergunta que as pessoas fazem quando elas estão tentando comprar.

Veja algumas coisas a pensar antes de criar o seu review comparativo:

1) Siga Uma Estrutura Clara

Quanto mais produtos em seu comparativo, maior será o seu review e ainda mais importante será de manter uma estrutura clara para tornar o seu conteúdo fácil de consumir.

Uma estrutura simples de seguir é essa:

– Nome do Produto;

– Breve Introdução;

– Lista de pontos positivos;

– Lista de pontos negativos;

– Conclusão e avaliação;

Repetir estes mesmos pontos e o mesmo layout para cada produto que você avaliar.

2) Veja As Dicas Para Um Review Poderoso Acima

Tudo que foi escrito acima sobre como escrever um review poderoso se aplica aqui. Você tem que ter utilizado de fato o produto para que possa dar uma opinião factível sobre os resultados esperados.

Seu review deverá ser compreensivo, porém fácil de consumir e você não deve se esquecer de pontuar pontos negativos também caso haja algum.

Caso queira ter mais facilidade e agilidade para criar seus reviews, confira aqui o plugin que vai lhe transformar em um verdadeiro Mestre dos Reviews rapidamente.

3) Forneça Uma Resposta Clara no Final

Idealmente, deverá existir um vencedor claro no final do seu review, para que você possa remover totalmente a incerteza e confusão do seu leitor, diga a elas qual é o melhor produto e indique-o para elas poderem comprar imediatamente.

Caso existem diversos produtos de alta qualidade que possam ser recomendados no seu review, deixe claro as diferenças e o que segmenta cada um de acordo com o tipo de pessoa e/ou objetivo.

Parece óbvio dizer isso, MAS, sempre coloque o seu link de afiliado para cada produto para que você não deixe de ganhar…a pessoa pode não concordar com o seu review e clicar em outro e comprar.

A pior coisa que você pode fazer em um review comparativo é entregar uma avaliação morna e deixar que o leitor tome uma decisão por conta própria.

Isso vai matar a sua conversão e os leitores irão procurar em outro site ou local para respostas mais claras. O seu papel é ser a fonte que vai resolver todas as dúvidas do leitor para comprar através do SEU link e não do próximo…faz sentido?

Por que Esta Estratégia para Afiliados Funciona?

Esse tipo de review comparativo vai funcionar pelos mesmos motivos que o review de produto, mas até mais. Ela entrega mais valor para os seus leitores e tem um potencial de ganhos a longo prazo.

Outra vantagem deste review comparativo é que poucas pessoas irão executá-la já que demanda certo esforço para executar corretamente.

99% dos afiliados irão optar por fazer uma promoção simples via e-mail antes de investir horas para desenvolver um bom review.

Em outras palavras: elas estão deixando muito dinheiro na mesa para você pegar!

Sorte sua que também tem um plugin para WordPress que vai acelerar e facilitar imensamente sua vida na hora de criar um review profissional e que você pode conferir aqui.

 

ESTRATÉGIA PARA AFILIADOS 3 // A PROMOÇÃO PARA VSL

A terceira estratégia vai funcionar assim: para promover um produto, você acaba escrevendo um e-mail para os seus inscritos como normalmente faria. Porém, ao invés de linkar diretamente para a oferta que está promovendo, você direciona essa pessoa para uma página que você controla com os seguintes elementos:

  • Um título grande com uma chamada que detalhe os benefícios através de uma chamada com curiosidade.
  • Um vídeo
  • Um resumo breve contendo os principais motivos pelo qual você recomenda o produto em 5 minutos ou menos.
  • Um botão grande com o seu link e chamada para ação.

A maneira mais simples de fazer um vídeo para esta página é de se gravar do ombro pra cima falando sobre como você tem usado o produto, quais resultados você obteve e porque você o recomenda.

Você também pode ir adiante e fazer uma apresentação bonita e/ou demonstrativo mostrando o produto por dentro e/ou os resultados que você obteve etc.

A ênfase para esta página é mais para falar de uma experiência pessoal do que um review propriamente dito.

Por que Esta Estratégia para Afiliados Funciona?

Supostamente, os seus inscritos já te conhecem e tem um certo nível de confiança em você. Se você jogar essa pessoa para um produto que estiver promovendo sem antes fazer um ‘pre-frame’, sem ‘preparar o terreno antes’, você estará enviando aquelas pessoas para um território desconhecido onde esse fator de confiança não está presente.

Ao encaminhar esses leads para uma página sua, com o seu vídeo, você estará conquistando 3 coisas:

  1. Você está mostrando um rosto conhecido e criando mais confiança no produto e em você.
  2. Você está demonstrando que está levando a sério o produto que está indicando. Qualquer um pode jogar um link no e-mail, mas fornecer um vídeo com a sua opinião e experiências com o produto vai além e vai longe.
  3. Você está segmentando e aquecendo sua audiência.

O que verá com essa estratégia é que você vai obter menos cliques no seu link de afiliado, mas você vai ter um retorno por clique muito maior.

Em outras palavras: ao invés de encaminhar cliques ‘mornos’ para a oferta, você estará encaminhando teoricamente menos cliques, porém cliques que estão pegando fogo para a oferta.

ESTRATÉGIA PARA AFILIADOS 4 // PÁGINA COM RECURSOS RECOMENDADOS

Essa é provavelmente o mais ‘preguiçoso’ das estratégias de divulgação, mas pode funcionar muito bem.

Pense assim: na sua área de expertise, quais são as suas ferramentas, sites e recursos preferidos?

Simplesmente crie uma lista com todos os recursos e um link para cada um com o seu link de afiliado (se possível). Acrescente um breve parágrafo sobre por que e como usar cada ferramenta que separou e pronto!

As pessoas estão sempre interessadas em saber quais são as ferramentas que os experts estão usando. Elas querem saber o que está dentro da sua caixa de ferramentas.

Uma simples página com recursos ou um ebook como este proporciona justamente isso e existem duas maneiras de usá-la:

  • Utilize Com Uma Página Fixa do Seu Site

Você pode ter um link para uma página “Minhas Ferramentas Recomendadas” na aba de navegação e você vai ficar surpreso com a quantidade de cliques que você pode acumular ao longo do tempo. Claro, todo esse tráfego eventualmente vai se transformar em comissões para você.

  • Utilize Como Isca Para Opt-In Para Aumentar Sua Lista

É uma das melhores maneiras de utilizar isso: faça essa página ou esse conteúdo ser disponibilizado apenas para as pessoas que entrarem para sua lista de e-mail. Mesmo que seja “fácil” de criar, acaba sendo bastante desejável e verá que terá uma taxa boa de conversão. Dessa forma, você pode utilizar para aumentar sua lista e gerar comissões.

  • Utilize Como Bônus Para Se Destacar Na Promoção

Se você ainda não o fez, utilizar o poder dos bônus para se destacar da concorrência é uma ótima forma de conseguir aumentar suas conversões.

Para finalizar!

Espero que esse artigo possa ser de utilidade para você e eu sei que se você implementar apenas uma dessas estratégias, você verá ótimos resultados.

Lembre-se que a melhor Estratégia para Afiliados de Sucesso pode ter é compartilhar informações e estratégias com seus clientes. Então, use essa arma e compartilhe esse post com todos os seus amigos. Tenho certeza que eles vão te agradecer por isso.

Além disso, deixe seu comentário, sugestão, crítica, elogio… Você decide… Só escreve aqui embaixo e me diz o que achou! Eu respondo a todos os comentários!

Se você quer ter ainda melhores resultados como afiliado recomendo que você clique aqui e conheça o treinamento TOP #1 do mercado.

Depois dê uma olhada nesse outro artigo que também pode te ajudar, ele fala sobre Copy e Persuasão e você pode acessá-lo clicando aqui!

​Read More
Copywriting e Persuasão
copywriting e persuasão, e-mail marketing

Copywriting e persuasão: tudo o que você precisa saber para vender mais

Copywriting e persuasão: tudo o que você precisa saber para vender mais

Atualmente, muitas pessoas decidem começar seu próprio negócio online e trabalhar com os programas de afiliados. Copywriting e persuasão.

E você já deve ter reparado que, alguns empreendedores simplesmente não conseguem resultados muito positivos. E pior ainda, muitas vezes, acabam até mesmo desistindo do projeto criado.

Enquanto isso, outros, mesmo trabalhando com o mesmo nicho e, muitas vezes o mesmo produto, conseguem não apenas ganhar dinheiro, mas chegam a fazer fortuna dessa forma.

É claro que sabemos que existem muitos fatores que influenciam no sucesso ou no fracasso de um empreendimento.

É justamente sobre um desses fatores que quero falar no artigo de hoje.

É bastante óbvio que a base de todo empreendimento são as vendas, certo?

E neste artigo vou falar sobre algo que tem o poder de aumentar exponencialmente as suas vendas, que o copywriting.

Portanto, abaixo você vai entender melhor do que se trata, vai descobrir o que você precisa pensar antes de fazer uma copy e vai entender quais são os elementos essenciais do copywriting.

O que é copywriting?

O copywriting é uma técnica bastante antiga, que surgiu nos anos 1800, e que, no entanto, só chegou ao Brasil nos últimos anos.

O principal objetivo de uma boa copy é fazer com que o leitor realize uma determinada ação, como assinar a sua newsletter, assistir um vídeo, clicar em um botão e, mais comumente, realizar uma compra.

E, é claro, quando esse modelo de texto chegou aqui no Brasil, foi responsável por uma explosão na vendas de alguns produtos e, consequentemente, pelo enriquecimento de alguns empreendedores.

Hoje, apesar de ter se tornado muito mais popular, as técnicas de copywriting ainda continuam um mistério para grande parte dos empreendedores digitais iniciantes.

Se você ainda está um pouco perdido e não sabe do que estou falando, não se preocupe, você vai entender isso agora mesmo!

Você já deve ter visto na internet pelo menos um (mas imagino que já tenha visto vários) daqueles vídeos de vendas.

Hoje eles são extremamente comuns e usados por infoprodutores de todos os nichos.

Se você já viu vários deles, já deve ter percebido que eles são bastante parecidos entre si, certo?

Alguns dos elementos que podemos identificar facilmente nesses vídeos são: a apresentação do autor, alguns gatilhos mentais, alguns depoimentos de outras pessoas que já utilizaram aquele produto e uma oferta irresistível no final.

Além disso, outro elemento fundamental além da copywriting é o storytelling, no qual, quem vende o produto vai contar que ele era uma pessoa comum, mas que ele descobriu algo que transformou completamente a vida dele e que, no final do vídeo, é exatamente esse conhecimento, essas técnicas que ele vai dividir com você no infoproduto que ele oferece.

Mas se você não entende bem o que são todos esses elementos, não se preocupe, pois mais abaixo, vou explicar cada um deles.

Antes disso, gostaria de deixar claro que, apesar de que os vídeos de vendas são os exemplos mais simples do que é uma copwriting, saiba que as técnicas podem e devem ser utilizadas em muitos outros tipos de texto.

Alguns exemplos são:

  • Anúncios.
  •     Vídeos de vendas.
  •     Cartas de vendas.
  •     E-mails.
  •     Blog posts.
  •     Catálogo de vendas.
  •     Outdoors, placas, faixas.
  •     Vídeos de lançamento de novos produtos.
  •     Banners em sites.

Como você pode perceber, uma boa copywriting pode ser utilizada em qualquer lugar para persuadir um cliente em potencial.

Alguns cuidados antes de criar sua copy

Se você tem interesse em utilizar as técnicas e dicas que vou ensinar abaixo, antes disso, você precisa pensar em alguns detalhes.

  •    Conheça o seu cliente

O primeiro passo é conhecer o seu cliente. Isso é essencial para que o seu negócio seja bem sucedido e é algo que vai fazer com que você consiga aumentar exponencialmente a sua renda.

Muitos empreendedores iniciantes cometem o erro de achar que apenas oferecendo o produto para o maior número de pessoas irão vender muito.

Entretanto, infelizmente, isso não é tão simples assim. Principalmente porque como você já deve ter percebido, a concorrência é grande e se ela está mais preparada do que você, é bem possível que ela esteja fazendo dinheiro, mesmo que você não esteja.

Por isso, é preciso conhecer, com o máximo de detalhes possível o seu público, entender como ele pensa, quais são as principais dores e dificuldades dele, quais são os sonhos, quais são as coisas que realmente movem essas pessoas.

Com essas informações em mente é muito mais fácil conseguir escrever algo que realmente alcance o seu público.

E, esse detalhe faz toda a diferença no número de vendas que você irá realizar e, consequentemente, na sua conta bancária.

  •     Conheça o seu produto

Outro fator essencial para trabalhar bem sua copywriting é conhecer com detalhes aquilo que você está oferecendo.

E a razão para isso é muito simples, você já deve ter passado pela situação de ir comprar um produto numa loja e, no entanto, ter algumas dúvidas sobre ele.

E quando você pergunta a um vendedor sobre esse produto, a maneira como a pessoa te responde faz toda a diferença, tanto pelas informações que ela passa, quanto pela segurança com que ela fala do produto.

E você já deve ter reparado o quanto isso influencia na hora da compra, certo?

Bom, quando o assunto é vender online, por mais que você não tenha um contato tão direto com quem está comprando de você, todos esses fatores também são importantes e influenciam muito na hora da venda.

Por isso, se você vai escrever uma copy, procure saber todos os detalhes sobre o seu produto e todos os diferenciais e vantagens que ele tem em relação à concorrência.

Elementos fundamentais do copywriting.

E agora que você já entendeu o que é uma copy, onde esse tipo de texto pode ser utilizado e o que você precisa saber antes de criar a sua, vamos à parte prática!

Preciso ressaltar que a persuasão é o principal objetivo da copywriting e essa persuasão se dá de várias formas e através da utilização de vários elementos.

Abaixo, portanto, você vai saber e entender melhor quais são os principais elementos de uma boa copywriting e que te ajudarão a persuadir o seu leitor.

1.  Storytelling

Em primeiro lugar, vamos falar da storytelling. Como o nome sugere, trata-se de contar uma história ao leitor. Normalmente, esta história é a do próprio criador do infoproduto.

A ideia da storytelling é aproximar o leitor do criador do infoproduto, de convencer o leitor de que quem criou o infoproduto é uma pessoa comum, como todas as outras, que estava lutando contra o mesmo problema que o leitor/cliente em potencial está.

E que, depois de muito tentar, procurar alternativas, falhar diversas vezes, ele conseguiu encontrar uma solução para este problema.

Mas não uma solução qualquer, uma solução que pode ajudar o leitor a resolver este problema também.

Gostaria de ressaltar que, como eu disse acima, o principal objetivo da storytelling é o de aproximar o leitor, através do processo de identificação.

E essa é, sem dúvidas, uma estratégia muito poderosa.

Não apenas porque mostra que o criador do infoproduto é igual ao leitor, mas principalmente porque mostra que o leitor pode se tornar o que o criador do infoproduto se tornou também.

Por exemplo, o objetivo de alguém que vende um infoproduto para concurso público, é mostrar que qualquer pessoa pode atingir esse objetivo com aquele conteúdo oferecido e se tornar um servidor público, da mesma forma como o criador do infoproduto se tornou.

 2.  Autoridade e resultados

Ainda relacionado com o storytelling, o conceito de autoridade também é importante. Pois para realmente emplacar a venda de um infoproduto, o criador precisa convencer o leitor de que ele realmente entende do que está falando.

Uma das melhores formas de se fazer isso é mostrando resultados.

Ainda usando o exemplo acima, alguém que quer vender um infoproduto sobre como passar num concurso público pode usar as próprias aprovações como demonstração dos resultados do método.

Da mesma forma, alguém que quer vender um infoproduto sobre emagrecimento, pode usar a própria história pessoal para promover o seu infoproduto.

Mostrando como era antes e como ficou depois de ter acesso aquele conteúdo, ou nesse caso, a determinado produto físico, como por exemplo, algum suplemento alimentar.

    3.  Depoimentos e prova social

Ainda relacionado com os dois itens acima, também temos os depoimentos. Eles também são essenciais e ajudam muito a convencer o leitor.

Afinal de contas, além de ter funcionado para quem está vendendo o produto, os depoimentos provam que ele já funcionou também para outras pessoas.

Essa é mais uma maneira de garantir ao cliente em potencial que aquele produto realmente funciona.

Diferente do depoimento de quem quer vender o produto, que tem portanto, o interesse em vender para ganhar dinheiro.

Os depoimentos de outros usuários são tão poderosos porque essas outras pessoas não estão ganhando nada com isso.

Eles funcionam, portanto, como prova social e são os elementos mais poderosos do marketing de indicação. Que ainda é um dos tipos de marketing mais poderosos.

E é bem fácil perceber o poder do marketing de indicação na nossa vida diária. Se você quer comprar um carro novo, por exemplo, é bem provável que você faça perguntas a um amigo que já teve aquele mesmo carro para ter certeza de que ele é realmente a opção certa para você. Não é mesmo?

    4.  Gatilhos mentais

Outro elemento fundamental de uma boa copy são os gatilhos mentais.

Gatilhos mentais são palavras ou termos que têm como principal objetivo causar determinadas emoções e sentimentos nos leitores.

Quando usados na copywriting, eles têm a capacidade de conectar melhor o cliente em potencial e ajudar na conversão.

Veja abaixo alguns gatilhos mentais e alguns exemplos de como eles podem ser utilizados em sua copy:

Urgência: o principal objetivo desse gatilho é o de despertar a sensação de urgência no seu cliente em potencial. É bastante utilizado em copys com termos como: tempo limitado, só hoje, agora, sua última chance etc.

Escassez: aqui a ideia é a de o produto que você está oferecendo é limitado e, portanto, também tem a intenção de influenciar o leitor a comprar rapidamente para não perder a excelente oportunidade que você está oferecendo. Alguns exemplos são: vagas limitadas, bônus disponível apenas para os primeiros 10 compradores etc.

Curiosidade: a curiosidade também pode ser usada como um gatilho mental. Para isso, você deve investir em títulos criativos que gerem a curiosidade do seu leitor. Pense que apenas conseguir fazer uma pessoa clicar num link, seja de um dos seus artigos, ou daquilo que você está vendendo, já é um passo enorme em direção ao seu objetivo.

Garantia: outro gatilho mental muito utilizado e muito importante para gerar confiança por parte do seu cliente em potencial é a garantia. Hoje, é muito comum oferecer pelo menos 30 dias de garantia. Ou seja, se o cliente adquirir o produto e não gostar, ele pode receber todo o dinheiro gasto de volta. Isso quer dizer que você confia tanto naquilo que está vendendo, que simplesmente não tem medo de precisar devolver o dinheiro.

Esses são apenas alguns exemplos mais comuns, mas existem muitos gatilhos mentais que você pode e deve utilizar em sua copy.

   5.  Bônus e oferta irresistível

Os últimos elementos de que quero falar aqui é sobre oferecer bônus e uma oferta irresistível.

Em primeiro lugar, vamos falar sobre bônus. Você já deve ter reparado que em muitos dos vídeos de venda é muito comum o vendedor oferecer diversos bônus.

Isso é importante porque é uma maneira de convencer o leitor sobre o quanto aquele produto que você oferece é algo fantástico.

Afinal de contas, ele não vai apenas receber o que você havia oferecido inicialmente, ele vai receber ainda mais do que isso.

Para fechar com chave de ouro, temos a oferta irresistível. E a melhor maneira de tornar sua oferta irresistível é a de falar quanto valeria o curso que você está oferecendo e, além disso, todos os bônus.

Aí então, você corta o preço pela metade, ou ainda menos do que isso e, é claro tem muito mais chances de vender.

Conclusão

Neste artigo você aprendeu tudo o que precisa sobre persuasão e sobre o que é copywriting.

Agora que você já sabe qual o poder do copywriting, comece a utilizá-lo hoje mesmo nos seus textos.

Espero que você tenha gostado deste artigo e não se esqueça de deixar seu comentário abaixo.

Isso é muito importante para que eu saiba como posso continuar te ajudando a construir um negócio de sucesso.

Livros fundamentais para você aprender mais sobre Copywriting e Persuasão

Para complementar um pouco mais sobre o assunto de copywriting resolvi deixar aqui para você algumas indicações de livros que sinceramente irão mudar a maneira como você escreve seus textos.

Sinceramente acredito que esses livros deveriam fazer parte da educação básica, no entanto como pouquíssimas pessoas tem acesso ao conteúdo desses livros eles acabam de tornando um ferramente essencial no canivete suíço das pessoas que trabalham com vendas e principalmente com copywriting e persuasão.

Se você ainda não os leu, recomendo que desligue seu computador e comece agora mesmo.

Posso dizer com clareza que divido minha vida em antes desses livros e depois desses livros.

Resumindo, vale muito a pena! Mesmo!

Clique nas imagens se quiser saber mais sobre os livros!

Livro As Armas da Persuasão – por Robert B. Cialdini

copywriting e persuasão
Copywriting e persuasão

Depois de passar anos caindo na lábia de vendedores, arrecadadores de doações e operadores de telemarketing, o psicólogo Robert B. Cialdini resolveu se dedicar ao estudo da persuasão. Ele queria entender quais são os fatores que levam uma pessoa a dizer “sim” a um pedido e que técnicas exploram melhor esses fatores.

Reunindo dados das mais recentes pesquisas científicas sobre o assunto, histórias de gente comum e a experiência adquirida ao se infiltrar em organizações que treinam os chamados “profissionais da persuasão”, Cialdini criou uma obra acessível, informativa e indispensável a todos aqueles que querem saber como influenciar pessoas e, ao mesmo tempo, se defender dos manipuladores.

Seis princípios psicológicos básicos governam o comportamento humano quando tomamos uma decisão e podem ser usados como verdadeiras armas.

Livro Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoaspor Dale Carnegie

Copywriting e persuasão
Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas

O guia clássico e definitivo para relacionar-se com as pessoas Não é por acaso que, mais de setenta anos depois de sua primeira edição, depois de mais de 50 milhões de exemplares vendidos, Como fazer amigos e influenciar pessoas segue sendo um livro inovador, e uma das principais referências do mundo sobre relacionamentos, seja no âmbito profissional ou pessoal.

Os conselhos, métodos e as ideias de Dale Carnegie já beneficiaram milhões de pessoas, e permanecem completamente atuais. Carnegie fornece, nesse livro, técnicas e métodos, de maneira extremamente direta, para que qualquer pessoa alcance seus objetivos pessoais e profissionais.

 

Espero que possa aproveitar as indicações dos livros, fizeram muita diferença no meu negócio.

Aproveite e leia também o artigo: E-mail Marketing. Por que você precisa usar essa estratégia?

​Read More
Trabalhar em casa
Como trabalhar na Internet

10 vantagens de trabalhar em casa com infoprodutos

10 vantagens de trabalhar em casa com infoprodutos.

Nos últimos anos, devido ao surgimento e a popularização da internet, nossa rotina mudou muito em vários aspectos. Trabalhar em casa

E, se há alguns anos atrás o sonho de muitas pessoas era a estabilidade de trabalhar por muitos anos numa empresa, onde pudesse crescer e alcançar posições de destaque, hoje não é bem assim!

Sem dúvidas, o sonho dessas últimas gerações envolve ter muito mais liberdade para escolher trabalhar com o que quiser e, mais do que isso, de ter o próprio negócio e poder se livrar do patrão de uma vez por todas.

E a boa notícia é que a cada ano que passa isso se torna mais fácil graças à internet. E cada vez mais e mais pessoas se arriscam a criar seu próprio negócio online.

Se você é uma dessas pessoas, que também tem esse sonho, saiba que escrevi este artigo pensando justamente em você!

Por isso, no artigo abaixo você vai descobrir quais são as 10 principais vantagens de se trabalhar em casa com produtos digitais. Mas antes disso, você também vai aprender quais são as duas formas de se trabalhar com esses produtos.

Duas formas de se trabalhar em casa com infoprodutos

Como sei que muitos leitores ainda estão começando nesta área e ainda podem ter dúvidas sobre este assunto, abaixo você vai entender quais sãos as duas formas de se trabalhar em casa com infoprodutos.

Crie seus próprios infoprodutos

A primeira forma é criando e comercializando o seu próprio produto digital. Essa é uma das formas de ganhar dinheiro pela internet mais lucrativas da atualidade. E é através dela que muitos empreendedores alcançaram os 6 e até mesmo os 7 dígitos na conta bancária.

No entanto, é preciso tomar diversos cuidados na hora de criar o seu infoproduto.

Afinal de contas, é preciso criar algo que realmente seja de qualidade e que tenha potencial para ser lucrativo. Além de agregar alto valor a vida dos seus possíveis clientes.

Se você quiser saber mais sobre este assunto, lei o outro artigo que escrevi:7 dicas de como criar infoprodutos de maneira rápida.

Nele eu explico o passo a passo de como criar um infoproduto de sucesso de maneira rápida e ainda dou dicas de como vendê-lo.

• Venda infoprodutos de outros criadores

A segunda forma é a de vender infoprodutos criados por outras pessoas através dos programas de afiliados.

Para isso você precisa, em primeiro lugar, se cadastrar numa plataforma de afiliados, como a Hotmart, a Eduzz ou a Monetizze. Além disso, também é preciso escolher um nicho e um produto.

Depois basta escolher uma forma de anunciar esse produto, como o marketing de conteúdo, o marketing de redes sociais ou os anúncios pagos. Ou ainda, escolher uma maneira mais completa, que envolve diversas estratégias e que garante que você realmente ganhe dinheiro dessa forma.

Principais vantagens de se trabalhar em casa com infoprodutos.

Agora que você já sabe quais são as duas formas de se trabalhar com infoprodutos, veja abaixo quais são as principais vantagens de se trabalhar em casa vendendo ou criando infoprodutos:

1. Trabalhar em casa ou de qualquer lugar do mundo.

Sem dúvidas, um dos benefícios mais atrativos de se trabalhar em casa com infoprodutos é o de poder trabalhar de qualquer lugar do mundo. Já que para isso, você só irá precisar de um computador e acesso à internet.

Isso quer dizer que, tanto você pode trabalhar do conforto da sua casa, quanto você pode trabalhar enquanto viaja pelo mundo, que é o que muitos empreendedores fazem atualmente.

A liberdade, com certeza, é um dos maiores sonhos e objetivos das últimas gerações. E, sem dúvidas, essa é uma ótima razão para começar seu próprio negócio trabalhando com infoprodutos hoje mesmo.

2. Crie seus próprios horários

Outra grande vantagem de se trabalhar em casa com infoprodutos é a de poder escolher seus próprios horários.

Isso quer dizer que você também tem muito mais liberdade para fazer outras coisas importantes para você. Como passar tempo com a família, cuidar dos filhos, se dedicar aos seus hobbies etc.

Você também pode escolher se quer trabalhar em horário comercial, trabalhar apenas a tarde ou a noite e até mesmo durante a madrugada.

Muitos empreendedores que se tornaram nômades digitais, ou seja, pessoas que passam o tempo todo viajando o mundo enquanto cuidam do seu negócio online, optam por trabalhar durante a tarde ou a noite, para poder aproveitar melhor as viagens.

Além disso, outro grande benefício é que você também pode começar seu próprio empreendimento online sem precisar deixar o seu trabalho atual.

O que, sem dúvidas, torna a ideia de começar um novo negócio muito mais atrativa, pois diminui muito os riscos.

3. Trabalhe o quanto quiser

Se você está cansado das jornadas exaustivas de trabalho. Sobretudo, se você trabalha no comércio ou em firmas e precisa trabalhar mesmo aos finais de semana e feriados, essa também é uma excelente opção para você.

Isso porque quando você tem seu próprio negócio, você deixa de ganhar por hora e passa a ganhar pelo seu esforço. O que quer dizer que você pode escolher quanto quer trabalhar dependendo de quanto você quer ganhar.

Muitos empreendedores optam por trabalhar menos e ter mais tempo para fazer outras coisas, enquanto outros optam por continuar trabalhando 8 horas por dia para maximizar o lucro.

Tudo depende das suas prioridades! Sejam elas ganhar dinheiro apenas para complementar a renda ou ganhar muito dinheiro, trabalhar mais ou ter mais tempo livre etc.

4. Trabalhe com o que você gosta

Outra excelente vantagem é a possibilidade de trabalhar com o que você gosta.

Isso porque quando você começa a trabalhar com os programas de afiliados, você pode escolher o nicho que deseja trabalhar.

Por isso, você tanto pode escolher algo que você já faz e já tem experiência, quanto algo que você sempre quis fazer ou aprender sobre. Ou ainda, você pode descobrir o interesse em uma área que você nunca imaginou antes.

Muitas pessoas têm a oportunidade incrível de ganhar dinheiro falando sobre aquele hobby que sempre gostaram tanto e que nunca tiveram tempo de realizar.

Já imaginou, ganhar dinheiro fazendo aquilo que você sempre amou? Sem dúvidas uma possibilidade incrível.

5. Baixo investimento inicial

Outra vantagem é o baixo investimento inicial. Já que, normalmente, para começar o seu próprio negócio você precisa ter um bom dinheiro para investir.

Com os infoprodutos, no entanto, você pode começar mesmo com pouco. Há quem comece investindo menos de R$ 200,00, por exemplo.

A equação é a seguinte: quanto mais você puder fazer e, consequentemente, menos precisar pagar pessoas para fazer, menos dinheiro você terá que investir.

Tudo depende, portanto, da sua disponibilidade de tempo, das suas habilidades, do seu conhecimento e daquilo que você quer fazer.

6. Fature muito dinheiro

Apesar de precisar investir pouco no começo, há possibilidade de faturar muito dinheiro!

Você provavelmente já deve ter ouvido na internet pessoas falando que conseguiram alcançar os 5, 6 e até mesmo os 7 dígitos na conta bancária com os negócios online, não é mesmo?

E saiba que isso é possível sim! Desde que você tenha o mindset, as ferramentas e principalmente as informações corretas.

Informação é Poder!

Hoje também é muito comum saber de pessoas que deixaram seus empregos e vivem apenas da renda gerada pelos próprios negócios online. Por isso, tenha certeza, essa é uma excelente oportunidade de gerar muito dinheiro.

7. Renda passiva

Hoje, quando se fala em tipo de investimento ideal, sempre se fala em renda passiva. Mas se você ainda não sabe do que se trata, não se preocupe, pois eu explico!

Renda passiva se trata de um modelo de negócio no qual você faz um investimento inicial e depois não precisa mais investir todos os meses para continuar ganhando.

Ou seja, a renda passiva é diferente do seu trabalho, que se você não trabalhar as 8 horas diárias, no final do mês você não terá um salário.

Um bom exemplo de renda passiva são os imóveis de aluguel. Nesse caso você paga um valor para comprar um imóvel e, posteriormente, receberá todos os meses sem precisar fazer nada e nem investir mais nada.

A boa notícia é que muitos modelos de negócio online também permitem que você tenha fonte de renda passiva. Como, por exemplo, os mini sites ou a criação e a venda de infoprodutos.

Nesses tipos de negócio você só precisará investir seu tempo ou o seu dinheiro uma única vez e depois continuará ganhando mensalmente sem precisar fazer ou investir mais nada.

8. Criação de negócios repetíveis

Já pensou em aprender uma fórmula que não apenas te ensina a criar o seu próprio negócio e ganhar dinheiro com ele. Mas depois de conseguir uma boa renda mensal com isso, poder criar outro negócio usando a mesma fórmula e passar a ganhar o dobro.

Bom, essa é outra vantagem de se trabalhar em casa com infoprodutos. Você pode criar um modelo de negócio em um nicho e, posteriormente, criar outro negócio usando a mesma fórmula, em outro nicho.

E a boa notícia é que você pode fazer isso quantas vezes quiser, podendo ter várias fontes de renda.

Essa, sem dúvidas, é uma vantagem enorme, pois pouquíssimos modelos de negócio te permitem isso hoje em dia. Sem dúvidas, dessa forma é possível aumentar a sua renda de forma exponencial.

9. Possibilidade de automatização

Muitas pessoas até pensam em ter o próprio negócio, mas acabam desistindo porque acham que isso é muito trabalhoso.

Bom, sem dúvidas, outra grande vantagem de se ter o seu próprio negócio e trabalhar com infoprodutos é a de possibilidade de automatização.

Isso porque quando você trabalha com negócios online é possível automatizar boa parte, ou quase todos os processos que envolvem o desenvolvimento do seu negócio.

Já pensou, ter seu próprio negócio, faturar alto e ainda não precisar ficar se preocupando 24 horas por dia com tudo? Saiba que isso é possível se você decidir trabalhar em casa com infoprodutos.

10. Possibilidade de terceirização

A décima grande vantagem, sem dúvidas, é a possibilidade de terceirização. É possível terceirizar praticamente todos os processos da criação do seu negócio online.

Se você, por exemplo, decidir trabalhar com marketing de conteúdo e redes sociais, saiba que existem profissionais para contratar para todo o processo.

Na verdade, desde a parte de criação de um site, da produção de conteúdo, passando pela criação do conteúdo para as redes sociais, das campanhas de e-mail marketing etc.

Se você não tem conhecimento ou tempo, ou mesmo se tem dinheiro e está disposto a investir em todas essas etapas, saiba que isso é possível.

Ao terceirizar alguns dos processos necessários para a criação e desenvolvimento do seu negócio online, você tem mais tempo livre para se dedicar ao que realmente importa. Ou seja, à administração do seu novo negócio.

Tenha mais controle da própria vida

Sem dúvidas, a soma de todas as incríveis vantagens que citei acima é que você pode passar a ter muito mais controle da própria vida. E isso se dá de várias formas.

Em primeiro lugar, gostaria de falar sobre um conceito muito importante e que muita gente nunca parou para pensar. Se você já leu algum livro sobre finanças ou a biografia daquelas pessoas que ficaram milionárias, você já deve ter ouvido que ninguém fica rico trabalhando para os outros.

Praticamente todas essas biografias e mesmo os livros que falam sobre como enriquecer trazem isso como regra. Portanto, entenda que para realmente ganhar dinheiro é preciso ter seu próprio negócio.

E ganhar dinheiro, sem dúvidas, te permite ter mais controle sobre as outras áreas da sua vida. Mas não é só isso, como você viu acima, você também passa a ter liberdade para escolher o que quer fazer. Além de poder escolher quando fazer e o quanto trabalhar.

E ter a liberdade de escolher, todos esses pequenos detalhes e poder optar pelo que realmente importa para você, sem dúvidas, te fará alguém muito mais feliz e realizado, profissionalmente e pessoalmente.

Espero que você tenha gostado deste artigo e se você achou o conteúdo dele relevante, não se esqueça de compartilhá-lo nas redes sociais.

Assim você ajuda outros amigos que também desejam ter seu próprio negócio, como você.

Agora que você já conhece algumas das principais vantagens de se trabalhar em casa com os infoprodutos, você pode ler o artigo: Trabalhar na Internet, Porque você deve fazer um treinamento antes de começar.

​Read More
infoprodutos
Como trabalhar na Internet, e-mail marketing, Produtividade

7 dicas de como criar infoprodutos de maneira rápida.

7 dicas de como criar infoprodutos de maneira rápida.

Nos últimos anos, muitas pessoas decidiram começar um negócio online vendendo infoprodutos como afiliados. E não é incomum encontrarmos na internet depoimentos de pessoas que tem ganhado muito dinheiro dessa forma.

Tudo isso, independente do nicho de mercado escolhido, independente da concorrência e de vários outros fatores.

Se você fizer uma breve pesquisa na internet irá perceber que esse é um mercado que tem espaço para todo mundo, desde que o empreendedor saiba utilizar as estratégias e ferramentas corretas, é possível fazer muito dinheiro!

Agora, pare um pouco e pense em quem está do outro lado dessa equação, ou seja, quem está criando estes infoprodutos.

Sem dúvidas, essas pessoas estão ganhando ainda mais dinheiro e de forma muito mais fácil.

Por isso, criar seu próprio infoproduto é uma excelente opção para quem quer ganhar dinheiro trabalhando na internet.

E, se você é uma dessas pessoas, abaixo você irá entender o que são os infoprodutos e descobrir como criar o seu próprio infoproduto de forma rápida.

O que são infoprodutos?

Os infoprodutos, também conhecidos como produtos digitais, são produtos que como o próprio nome já diz, não são tangíveis, ou seja, não são físicos. Tratam-se, portanto, de materiais que podem ser disponibilizados de forma digital.

Alguns exemplos de produtos digitais e infoprodutos são:

  • Treinamentos e cursos online.
  • Clubes/Sites de membros.
  • E-books.
  • Audiobooks.
  • Vídeo-aulas.
  • Aplicativos.
  • Apostilas.
  • Templates.
  • Podcasts.
  • Palestras.
  • Jogos.
  • Webnários.

Como criar infoprodutos passo a passo

Uma das principais dificuldades de quem quer criar um infoproduto pela primeira vez é saber como fazer isso.

Muitas pessoas não sabem por onde começar perdem muito tempo e acabam desistindo no meio do caminho.

A melhor solução para criar infoprodutos de maneira rápida é ter um caminho em mente, ou seja, um passo a passo definido.

E para te ajudar nessa tarefa, abaixo você confere como criar seus infoprodutos passo a passo.

  1. Escolha um nicho

O primeiro passo para criar infoprodutos é a escolha de um nicho, ou seja, uma área de interesse. Hoje é possível ganhar dinheiro criando infoprodutos em todos os nichos.

Na hora de escolher o nicho do seu infoproduto, no entanto, é preciso levar alguns fatores em consideração.

O primeiro deles é o seu interesse. Quanto mais interessado você estiver no assunto que você irá trabalhar, mais fácil e mais prazeroso será o processo de desenvolvimento desse produto.

Além disso, você também precisa pensar em termos de concorrência. Quanto maior for a concorrência, mais difícil será emplacar o seu infoproduto no mercado.

Portanto, se você tem uma ideia de um produto exclusivo, que ainda não tem nada parecido no mercado, ou se você é autoridade em algum nicho, você até pode escolher um nicho concorrido.

Do contrário, a minha dica é de que você escolha um nicho com menos concorrência. Assim fica mais fácil de vender no começo e de conseguir escalar seu negócio.

Também é importante pensar em termos de lucratividade e a maneira simples de se saber se um nicho é lucrativo ou não é pensar se as pessoas realmente pagariam para aprender algo nesse nicho e receber aquele conteúdo oferecido por você.

  1. Descubra quem é seu público-alvo

Definir seu público-alvo também é de extrema importância e é o que vai guiar os passos seguintes.

Por isso, depois de definir qual o nicho que você quer trabalhar, você também precisa pensar em quem é o seu público-alvo.

Por exemplo, seu público-alvo é formado por jovens ou pessoas mais velhas, homens ou mulheres, pessoas que trabalham em uma determinada área, estudantes, mães etc.

Tudo isso vai influenciar não apenas no que você vai desenvolver, mas também em como você vai desenvolver, como por exemplo, em qual a linguagem que você deve utilizar (mais ou menos formal, mais próxima do leitor etc).

Também é importante ressaltar que, às vezes, você prepara algo para um determinado público-alvo e, no fim das contas, acaba recebendo atenção de um público distinto.

Isso pode acontecer e aí então, talvez você precise fazer algumas adaptações em seu projeto. No entanto, de qualquer forma, definir seu público-alvo ideal, antes de começar, é essencial para o sucesso do seu infoproduto.

  1. Pense numa solução

Outro passo essencial para criar um infoproduto de sucesso é pensar numa solução. Todo negócio bem sucedido oferece uma solução para um determinado problema que algumas pessoas enfrentam.

Embora isso possa parecer óbvio, muitas pessoas se esquecem disso na hora de criar um infoproduto e acabam não obtendo sucesso com ele.

Por isso, depois de pensar num nicho e num público-alvo, também é importante pensar em que tipo de problema essas pessoas enfrentam em relação a esse determinado nicho. E mais importante, qual a melhor solução para este problema.

Para isso, crie uma lista de problemas que essas pessoas enfrentam e procure os 2 ou 3 que sejam os mais comuns e que não sejam tão fáceis de resolver. Depois, encontre soluções práticas e definitivas para estes problemas.

Procure pensar em algo que realmente faça a diferença na vida dessas pessoas e que seja muito importante para elas. Dessa forma, você aumenta as chances do seu produto vender muito.

  1. Escolha um tipo de infoproduto

O próximo passo é escolher o tipo de infoproduto correto para aquilo que você quer oferecer. Em primeiro lugar, é importante pensar na solução que você vai oferecer e aí então tentar definir em que tipo de infoproduto ela poderá oferecer melhores resultados ao seu público.

É esperado que você acabe encontrando vários tipos de infoprodutos de acordo com as suas escolhas anteriores.

Mas, além disso, você também pode pensar em outros fatores, como por exemplo, o preço que você quer vender seu infoproduto e o lucro que você quer ter com ele.

Se você pretende oferecer seu infoproduto nas plataformas de afiliado, é importante lembrar que você precisará pagar comissão para quem vender seu produto e uma taxa para a plataforma.

Também é importante pensar o seguinte, de maneira geral, quanto mais caro você cobrar, mais você precisará investir (seu tempo, energia, ou dinheiro) na criação de autoridade no seu nicho.

Pois para pagar um valor alto num infoproduto, construir autoridade ainda é a melhor forma de fazer com que as pessoas confiem em você e comprem aquilo que você está oferecendo.

O preço dos infoprodutos costumar variar bastante, existem desde infoprodutos mais simples que custam menos de R$ 50 até infoprodutos que chegam a custar mais de R$ 5.000.

Tudo depende daquilo que você está oferecendo, da sua autoridade no nicho e da disponibilidade do seu público de pagar o que você está pedindo.

  1. Pesquise, pesquise e pesquise

Agora que você já definiu tudo acima, o próximo passo é realizar uma pesquisa aprofundada no conteúdo daquilo que você quer oferecer.

Por mais que você tenha experiência e conhecimento no nicho do produto que você irá criar, é importante que você pesquise para saber o que está em alta e para se atualizar.

Procure fazer uma pesquisa bem extensa, saiba quem são os nomes de maior autoridade no seu nicho, se houver, e saiba o que eles estão falando, oferecendo e ensinando ao seu público.

  1. Crie seu conteúdo

O próximo passo é criar o conteúdo daquilo que você irá oferecer. Em primeiro lugar, tenha um esboço de como você irá organizar este conteúdo e depois parta para a criação de cada uma dessas partes.

Além disso, a criação do conteúdo também depende bastante das decisões anteriores. Se você vai criar um e-book, por exemplo, você não precisa de um conteúdo tão extenso quanto o conteúdo de um site de membros.

Se o seu conteúdo é voltado para adolescentes, a linguagem que você deve utilizar é diferente da linguagem utilizada para falar com empreendedores.

No entanto, de modo geral, é importante oferecer sua solução da forma mais simples possível. Assim, você conseguirá se fazer entender a um número muito maior de pessoas e evitará problemas com os seus clientes.

  1. Crie seu infoproduto

Depois de criado o seu conteúdo, é preciso criar, de fato, o seu infoproduto. Ou seja, se você irá oferecer vídeo-aulas é preciso gravá-las, se irá oferecer um e-book é preciso organizá-lo, diagramá-lo etc.

E não se esqueça que os passos acima, como o seu público-alvo e o seu nicho também devem ser levados em consideração na hora da criação de um design ou da identidade visual daquilo que você irá oferecer.

Dica extra: terceirização

Além das dicas acima, decidi te oferecer também uma dica extra que é a terceirização. Para facilitar ou mesmo para criar seu infoproduto mais rápido, você pode terceirizar qualquer parte do passo a passo acima.

Ao contratar um profissional que realmente entenda do assunto, ele não apenas irá te entregar um trabalho mais rápido do que você normalmente faria sozinho, mas também irá te entregar algo de qualidade.

Por isso, se você estiver com dificuldade, uma ótima dica é terceirizar parte do processo, ou mesmo o processo todo.

Como vender seus infoprodutos

No entanto, apenas criar um infoproduto e não saber como vendê-lo não adianta nada, concorda comigo?

E para te ajudar também nesta parte, abaixo vou dar algumas dicas de como vender seus infoprodutos. Confira:

  1. Ofereça para amigos e conhecidos

O primeiro passo é oferecer seu produto digital para seus amigos e conhecidos. Mas você não precisa sair oferecendo para todo mundo!

É bem provável que no seu círculo de amigos você tenha algumas pessoas que precisem daquela solução que você está oferecendo. Por isso, foque nessas pessoas e procure conversar com elas e dizer que você criou algo que pode ajudá-las.

É bem provável que algumas delas acabem comprando seu infoproduto e que você consiga levantar algum dinheiro inicial.

  1. Redes sociais

Você também pode oferecer o seu infoproduto nas redes sociais. E isso inclui tanto oferecer na sua página para seus amigos ou conhecidos, ou de outras formas, dependendo da rede social.

No Facebook, por exemplo, você pode oferecer seu produto em grupos de pessoas que estejam interessadas no seu nicho. No Instagram e no Twitter, você pode fazer uso das hashtags para chamar atenção de clientes em potencial.

No entanto, todas as redes sociais podem ser utilizadas para promover seu infoproduto, de acordo com as especificidades de cada uma delas.

  1. Plataformas de afiliados

Outra excelente forma de oferecer seu produto e, sem dúvidas, a que mais tem chance de ajudar você a crescer, é oferecer seu produto nas plataformas de afiliados.

Cada plataforma tem suas especificidades quanto aos produtos aceitos, mas desde que seu produto realmente seja de qualidade, você pode enviá-lo para várias plataformas.

O grande benefício de se fazer isso é que você passa a ter milhares de vendedores à sua disposição. Ou seja, você passa a ter pessoas vendendo para você. Com isso, você ganha dinheiro muito mais fácil e pode ganhar quantias muito mais altas.

Além disso, as plataformas costumam cobrar apenas uma taxa por produto vendido. O que quer dizer que você não precisa investir dinheiro para começar.

  1. Marketing de conteúdo

O marketing de conteúdo também é uma excelente forma de promover seu infoproduto. E, além disso, é uma excelente forma de você se tornar autoridade no seu nicho.

Hoje, a grande maioria dos criadores de infoprodutos tem seu próprio blog, no qual oferecem conteúdo gratuito para seus clientes em potencial. E, dessa forma, acabam aumentando as chances de vender o produto digital criado.

  1. E-mail marketing

O e-mail marketing também é uma forma excelente de se oferecer seu infoproduto. Ele conta com uma das melhores taxas de conversão do mercado.

No entanto, é preciso ter muito cuidado, já que esta é também uma das estratégias de marketing digital mais perigosas, pois com ela você corre o risco de acabar na caixa de spam e acabar criando uma imagem negativa do seu infoproduto no mercado.

E se você quiser saber mais sobre esse assunto, leia também o artigo: Importância de ter uma lista de e-mails em um negócio online.
Nele eu explico tudo o que você precisa saber para trabalhar com e-mail marketing.

Conclusão

Neste artigo você aprendeu o que são os infoprodutos, além do passo a passo para criar o seu de forma rápida. E, além disso, aprendeu também sobre as principais formas de divulgar e promover seu produto digital.

Agora você já sabe tudo o que precisa para começar a ganhar dinheiro criando seu próprio infoproduto!

Se quiser conhecer um passo a passo que irá te ensinar como montar todo o seu negócio online partindo do zero, mesmo que você seja um total iniciante recomendo dar uma olhada aqui:

Quero criar meu negócio online do zero!

Espero que você tenha gostado do artigo e, se gostou, não se esqueça de compartilhá-lo nas redes sociais. Assim você ajuda outros amigos, que como você, também estão procurando formas de ganhar dinheiro online.

 

​Read More
trabalhar na internet
Como trabalhar na Internet

Trabalhar na Internet – 7 Razões Para Fazer Um Treinamento Antes de Começar.

Porque você deve fazer um treinamento antes de começar a trabalhar na internet?

Você anda pensando em começar a trabalhar na internet e criar seu próprio negócio online? Se sim, imagino que neste exato momento, você deve estar cheio de dúvidas, não é mesmo?

Bom, em primeiro lugar, saiba que isso é algo completamente normal. E que eu também, antes de começar o meu próprio negócio online, estava cheio de dúvidas do que fazer e de como começar.

E pensando em te ajudar com isso, no artigo de hoje eu decidi escrever sobre a importância de se fazer um treinamento online antes de começar a trabalhar na internet.

Veja abaixo algumas das razões que me levaram a fazer um curso online sobre como criar meu próprio negócio para trabalhar na internet e pelas quais você também deveria fazer. Além disso, abaixo eu também vou te dizer como escolher o melhor treinamento para você.

7 principais razões para fazer um treinamento online antes de começar a trabalhar na internet.

Confira abaixo quais são as 7 principais razões para fazer um curso online antes de criar seu próprio negócio digital.

  1. 60% das empresas fecha as portas em até 5 anos

Você sabia que aproximadamente 60% das empresas que são abertas fecham as suas portas em menos de 5 anos de mercado?

Isso quer dizer que menos da metade das empresas abertas todos os anos não conseguirão completar 5 anos no mercado. Esses são dados divulgados pelo IBGE no ano passado.

No entanto, é preciso considerar que esses dados não incluem os milhares de negócios online que são iniciados todos os anos. Pois se estes fossem considerados, tenha certeza que os números seriam ainda mais assustadores.

E saiba que, segundo especialistas, o que leva a maioria dessas empresas a fechar as portas é a falta de preparação. Isso porque muitas pessoas decidem começar o próprio negócio e, no entanto, não sabem exatamente o que fazer ou como fazer.

Como consequência, elas acabam perdendo não apenas tempo e energia, mas também dinheiro.

  1. Aprenda passo a passo

Um treinamento pode te ensinar o passo a passo, não apenas de como começar o negócio, mas também como fazê-lo funcionar da melhor forma possível.

É claro que é possível sim, aprender com a prática. Afinal de contas, muitas pessoas fazem isso. No entanto, o mercado digital é atualmente um dos mais concorridos e fica muito difícil enfrentar a concorrência sem saber direito o que fazer.

Por isso, com um treinamento online, você irá aprender uma fórmula passo a passo, o que fará a criação do seu negócio muito mais fácil.

  1. Aprenda com quem realmente entende de trabalhar na internet

Outro grande benefício é o de aprender com quem realmente entende do assunto. Isso porque, normalmente, quem cria um treinamento online tem experiência e já testou tudo aquilo que será ensinado.

Por isso, eu gostaria de ressaltar a importância de que você escolha um treinamento que seja de algum especialista na área ou de alguém que realmente tenha ganhado muito dinheiro fazendo o que você aprenderá no curso.

Isso é mais uma garantia de que você realmente vai aprender tudo o que precisa para criar um negócio online de sucesso.

  1. Use só o que funciona

Com uma breve pesquisa na internet, você encontrará, literalmente, milhares de dicas e estratégias de marketing disponíveis.

Já imaginou se você tiver que testar cada uma delas? Pois é, provavelmente demoraria muito tempo para que os resultados começassem a aparecer, não é mesmo?

Por isso, outra vantagem de se fazer um curso online é saber exatamente quais são as estratégias que mais dão resultado.

Dessa forma, você economiza seu tempo e sua energia usando apenas o que realmente irá fazer você ganhar dinheiro e criar um negócio bem sucedido.

  1. Receba suporte e tire dúvidas

Um dos principais problemas enfrentados por quem está começando o próprio negócio online, com certeza, são as dúvidas que surgem no meio do caminho.

Além de saber como começar, quais estratégias usar, no meio do caminho também irão surgir dúvidas práticas. E, por isso, ter alguém para te ajudar com elas é essencial, do contrário, novamente, você perde tempo, energia e dinheiro.

Por isso, outro grande benefício de se fazer um treinamento é que normalmente você terá um suporte disponível quase 24 horas por dia.

Dessa forma, toda vez que uma dúvida aparecer, basta você enviá-la para o suporte e eles te ajudarão a resolver o seu problema.

Além disso, dependendo do curso escolhido, você também pode falar diretamente com o criador do curso. O que também pode ser muito bom para o crescimento do seu negócio.

  1. Resultados garantidos

Já imaginou começar um negócio sabendo que você realmente terá resultados? Sem dúvidas, ter resultados garantidos, é algo fantástico, não é mesmo? E essa é mais uma boa razão para você fazer um treinamento antes de começar.

Pois como eu disse acima, você vai aprender o passo a passo e vai aprender o que realmente funciona, em vez de precisar ficar testando todas as técnicas e estratégias que encontrar pelo caminho.

Com um treinamento, sem dúvidas, as suas chances de construir um negócio online de sucesso, que realmente te de dinheiro e que funcione a longo prazo, são muito maiores.

  1. Economize dinheiro

Por tudo isso que descrevi acima, fazer um treinamento te ajuda a economizar dinheiro. Por mais que você vá pagar por um treinamento, você estará investindo em conhecimento, que é algo que, sem dúvidas, te trará retorno.

Muitos empreendedores iniciantes acabam gastando todos os recursos financeiros e não têm retorno nenhum. Isso porque investem da forma errada ou nas estratégias erradas.

E esse dinheiro, portanto, poderia ter sido economizado se eles conhecessem os recursos, as estratégias e as ferramentas corretas. Portanto, investir em um treinamento é uma ótima forma de ter certeza de que você irá economizar seu dinheiro não investindo nas coisas erradas.

Como escolher o melhor treinamento para você?

No entanto, apenas fazer qualquer treinamento e achar que terá os melhores resultados possível é ilusão!

E se você ainda não sabe qual o melhor treinamento para começar seu próprio negócio online, abaixo vou te ajudar com isso. Por isso, veja abaixo 5 dicas de como escolher o melhor treinamento para você.

  1. Saiba o que você quer

O primeiro passo na hora de comprar qualquer coisa é justamente saber o que você quer ou precisa, certo?

Por isso, ao procurar um treinamento, você também deve ter em mente o que exatamente você quer alcançar com isso. Neste caso, é bem provável que você queira saber como começar um negócio online do zero.

Além disso, também é bem provável que você esteja procurando uma estratégia completa e não apenas uma ou outra estratégia de marketing digital (por exemplo, como utilizar o e-mail marketing ou como criar anúncios no Facebook).

Também é importante pensar que, se você não tem experiência nenhuma na área, você também vai querer um treinamento que te ensine passo a passo, não é mesmo?

Ter estas coisas em mente na hora de encontrar o treinamento essencial para você é super importante e te ajuda a evitar de se arrepender depois e perder dinheiro e tempo.

  1. Autoridade do criador do treinamento

A segunda dica é saber se quem criou o treinamento que você está interessado é uma autoridade no assunto. Isso faz toda a diferença!

Hoje, com a internet, é muito fácil criar um treinamento online, o que quer dizer que qualquer pessoa pode fazer isso.

Esse fato é algo muito bom, porque muito mais pessoas passam a ter uma oportunidade de ganhar dinheiro. No entanto, o lado ruim disso é saber que muitas vezes você pode comprar um treinamento que não te ajude de verdade.

E uma das melhores formas de se certificar que isso não acontecerá com você é comprar um treinamento de alguém que seja autoridade nesse nicho.

Sendo assim, ao escolher um curso para você, procure por autores que você já tenha ouvido falar e que sejam os mais importantes no nicho de criação de negócios online.

  1. Reputação do treinamento

Além disso, você também deve verificar a reputação do treinamento em questão. Muitas vezes, mesmo que o autor seja uma autoridade no nicho, ele pode oferecer treinamentos que não são muito bons.

A maneira mais simples de se saber sobre isso é a seguinte: se um treinamento tem realmente uma boa reputação, é bem provável que você já tenha ouvido falar dele pelo menos uma vez.

Além disso, outra forma de saber se um treinamento é realmente bom é olhando o Reclame Aqui. Lá você vai saber quais são as principais reclamações de quem já fez o curso.

Mas tenha em mente que se você for comprar um curso que é vendido para milhares de consumidores todos os anos, é 100% certo de que você vai encontrar reclamações. Afinal de contas, não há nenhum produto no mercado que irá agradar todo mundo.

Por isso, leia com atenção as reclamações e procure ver se elas são realmente pertinentes ou não.

  1. Depoimentos

Outra forma de saber se um curso é realmente bom ou não é através dos depoimentos de quem já fez o curso.

E isso inclui os depoimentos tanto na página direta do produto, quanto outros depoimentos de pessoas que também já compraram o treinamento.

Essa, sem dúvidas, é a melhor forma de saber se um treinamento é bom ou não. Afinal de contas, essas pessoas que deixam depoimentos fazem isso por vontade própria.

O que quer dizer que tudo o que elas dizem sobre o curso é realmente verdade e não apenas propaganda.

  1. Devo levar o preço em consideração?

E, por último, vou falar de um tópico um pouco complicado. Muitas pessoas, na tentativa de ganhar dinheiro, costumam vender a ideia de que começar um negócio online é fácil e qualquer pessoa pode ganhar dinheiro sem fazer quase nada.

Bom, acho muito importante que você entenda que não é bem assim! De fato, qualquer pessoa, mesmo sem experiência pode sim trabalhar na internet e ganhar muito dinheiro com um negócio online.

No entanto, isso irá exigir as informações corretas, as ferramentas corretas e o mindset correto. Ou seja, trabalhar na internet e ganhar dinheiro é possível sim, mas não existe uma fórmula mágica para isso, que vai te fazer ganhar dinheiro da noite para o dia e sem ter que fazer nada.

Mas existem fórmulas que funcionam e é exatamente por essas fórmulas, que já foram testadas e aprovadas por milhares de pessoas, que você deve buscar.

Também acho importante ressaltar que existem treinamentos no mercado que prometem que vão te oferecer uma dessas fórmulas mágicas por menos de R$ 50,00. E, convenhamos, se esses treinamentos fossem bons, não seriam tão baratos assim, certo?

Agora, também é importante saber que existem outros treinamentos no mercado que chegam a cobrar mais de R$ 10.000. O que eu acredito ser um exagero, afinal de contas, a maioria das pessoas nem tem todo esse dinheiro para investir em um treinamento.

Por isso, quando o assunto é o preço, minha sugestão é de que você foque nas 4 dicas acima e deixe o preço por último. Afinal de contas, o que importa é realmente a qualidade daquilo que você quer comprar.

Além disso, procure encontrar um curso que esteja num meio termo entre os valores acima. Que caiba no seu orçamento, mas que também não te faça se sentir inseguro e desconfiar por conta do baixo preço.

Qual treinamento eu indico para você começar a trabalhar na internet?

Bom e agora se você quer saber minha opinião, se você me perguntar qual treinamento eu indico, eu respondo sem problemas!

O treinamento que eu indico e que é o treinamento que mudou a minha vida e a vida de milhares de outros alunos no Brasil inteiro, é o Fórmula Negócio Online.

O criador desse treinamento é o Alex Vargas, que está atualmente entre um dos 10 profissionais mais reconhecidos do Brasil quando o assunto é a criação de um negócio online.

Além disso, o curso também se tornou um dos mais reconhecidos do ramo de trabalhar na internet. Trata-se de um curso extremamente completo, com um passo a passo, de uma estratégia que realmente funciona e dá dinheiro.

Se você quiser saber mais sobre este curso, você pode clicar aqui: Conheça o Formula Negocio Online.

Espero que você tenha gostado deste artigo e que ele tenha sido relevante para você. Se você ainda tiver alguma dúvida, sobre como escolher o treinamento certo para você trabalhar na internet, ou se quiser saber mais sobre o Fórmula Negócio Online, deixe seu comentário abaixo.

Você também pode ler:

Formula Negocio Online. Por que você precisa desse treinamento?

 

​Read More
e-mail marketing
e-mail marketing, Produtividade

E-mail Marketing. Por que você precisa usar essa estratégia?

Por que é tão importante usar uma estratégia de e-mail marketing?

Atualmente, existem muitas estratégias de marketing digital disponíveis. E é bastante comum que o empreendedor que está começando fique perdido em meio a todas elas. E-mail Marketing, vídeos informativos, branding, infográficos… São algumas das opções.

Embora a utilização de diversas estratégias seja algo necessário para o crescimento e desenvolvimento de um negócio que realmente seja lucrativo.

Neste artigo resolvi falar sobre o e-mail marketing, que é, sem dúvidas, uma das estratégias mais importantes.

Portanto, abaixo você irá saber exatamente porque esta estratégia é tão importante. O passo a passo para criar uma lista de qualidade. E, por último, 2 erros que você não pode cometer!

Por que é tão importante trabalhar com e-mail marketing?

Para começar, abaixo você irá descobrir por que é tão importante ter a sua lista de e-mails e trabalhar com e-mail marketing. Vamos lá?

1. Todo mundo tem um e-mail

Primeiro, vamos começar com o básico! Embora a utilização das redes sociais tenha crescido muito nos últimos anos, o bom e velho e-mail ainda ganha quando o assunto é o número de usuários.

Segundo dados estatísticos mais de 90% dos adultos que utiliza a internet com regularidade têm pelo menos uma conta de e-mail.

Além disso, dados também revelam que 60% dessas pessoas verificam o e-mail pelo menos uma vez todos os dias.

Ou seja, em termos de alcance, o e-mail ainda é a melhor opção dentre todas as estratégias de marketing digital.

2. Alto nível de engajamento

Em termos de engajamento, os índices do e-mail marketing também são bastante atrativos.Na verdade, o email marketing ainda é uma das estratégias com maior nível de engajamento.

Pesquisas revelam que o e-mail, quando utilizado da maneira correta, chega a ser 40 vezes mais efetivo do que a utilização do marketing de redes sociais. Isso mesmo que você leu, 40 vezes!

Isso quer dizer que as pessoas têm muito mais probabilidade de ler o seu conteúdo e interagir com você através do e-mail. Por isso, essa estratégia deve ser um dos pilares do seu negócio.

3. Altas taxas de conversão

Quando o assunto é comprar, o e-mail marketing também apresenta taxa maior do que as redes sociais.

Essa taxa chega a até 70%, que é uma das maiores taxas de conversão no marketing digital.
Além disso, pesquisas também informam que quase 50% dos usuários do e-mail compram, pelo menos uma vez por ano, um produto que receberam através do e-mail marketing.

4. Não ter uma estratégia de e-mail marketing é jogar dinheiro fora.

As 3 razões acima, sem dúvidas, por si só, são ótimas razões para se adotar o e-mail marketing.

No entanto, a principal razão pela qual você deveria criar uma estratégia de e-mail marketing é para não jogar dinheiro fora. E abaixo você vai entender exatamente por que estou dizendo isso.

Imagine que você gastou dinheiro, tempo e energia para construir um blog. Depois você gasta horas e horas criando conteúdo de qualidade e que realmente entregue informações valiosas para os seus leitores.

Você investe em diversas estratégias como marketing de conteúdo, SEO, marketing de redes sociais, tudo para gerar tráfego para o seu blog.

E, no entanto, o que acontece com muita frequência é que você até consegue atrair bastante tráfego. Mas as pessoas simplesmente não voltam ao seu site.

E é exatamente assim que você joga seu dinheiro fora! Afinal de contas, quanto mais vezes o seu leitor voltar ao seu blog, maior é a chance dele comprar aquilo que você oferece.

Não sei se você já ouviu isso antes, se não ouviu ainda, anote para não esquecer: a base de um negócio online bem sucedido é o relacionamento que você estabelece com o seu cliente em potencial.

É através desse relacionamento que você irá conseguir não apenas vender para ele, mas transformá-lo em um cliente fiel, que sempre compra com você.

Outra coisa muito comum é a seguinte, você produz um conteúdo super interessante, as pessoas até voltam ao seu blog com alguma frequência. No entanto, na hora de comprar o produto, elas acabam comprando com o seu concorrente.

Esse é outro problema muito comum entre os empreendedores iniciante que não tem uma boa estratégia de e-mail marketing.

E é por esses motivos que citei acima que você precisa ter uma estratégia de e-mail marketing se não quiser continuar jogando dinheiro fora.

Afinal de contas, é através do e-mail que você vai fazer com que seu leitor se lembre de você constantemente, saiba todas as novidades em termos de conteúdo que você está oferecendo no site e nas redes sociais.

E, mais importante, é através do e-mail que você irá transformar um lead em um cliente, através do envio de ofertas.

Segundo estatísticas, um lead precisa ter contato com um produto ou uma oferta de 5 a 7 vezes antes de efetuar a compra. Por isso, simplesmente fazer uma review de um produto e colocá-la no blog não funciona!

É preciso educar o lead, fazê-lo entender que aquela oferta é algo que realmente pode fazer uma grande diferença na vida dele. Fazer com que ele entenda que ao comprar o produto ele irá conquistar algo que ele realmente deseja.

E o e-mail marketing ainda é um dos melhores aliados do empreendedor digital na hora de fazer isso.

Bom, acredito que agora você já entendeu porque é tão importante adotar esta estratégia para o crescimento do seu negócio, certo?

Então como você vai construir uma estratégia de e-mail marketing de sucesso?

Bem, agora que você já entendeu a importância de se construir uma lista de e-mails e adotar a estratégia de e-mail marketing, vou falar de como construir uma lista de qualidade.

1. Plataforma de e-mail marketing

A primeira coisa que você precisa fazer é escolher uma plataforma de e-mail marketing. Hoje existem diversas opções no mercado e, inclusive, diversas opções gratuitas.

O problema das opções gratuitas é que elas oferecem recursos limitados. No entanto, são uma ótima opção para começar. E depois, com o tempo, você pode optar por uma plataforma paga.

As principais plataformas que podem ser utilizadas gratuitamente são: o MailChimp, o E-goi, o Sendinblue, o Mautic e o Benchmark e-mail.

Entre as pagas existem também diversas ferramentas ótimas no mercado, eu particularmente uso e recomendo o LeadLovers, com ele obtive resultados que não havia conseguido com nenhuma outra ferramenta até então!

Cada uma delas tem suas especificidades quanto ao número de contatos, número de disparos mensais de e-mails e da disponibilidade em Língua Portuguesa ou Inglesa.

Além disso, elas também apresentam pequenas diferenças nas suas funcionalidades. Como quais os relatórios estarão disponíveis na versão gratuita, a possibilidade de fazer testes A/B, templates gratuitos etc.

No geral, as plataformas são parecidas, mas é importante que você pesquise mais a fundo cada uma delas e descubra qual é a melhor opção para você.

2. Isca digital

O segundo passo na criação da sua lista de e-mails é a criação de uma isca digital. Atualmente o tipo de isca mais utilizado é o e-book, no entanto, você também pode oferecer outros materiais, como templates, infográficos etc.

O importante sobre sua isca digital é que ela deve estar relacionada com algum problema enfrentado pelo seu público-alvo e que ofereça uma solução para este problema.

É através do oferecimento de uma isca extremamente atrativa ao seu público, que você conseguirá aumentar exponencialmente sua lista em pouco tempo.

Para obter acesso a este conteúdo, o seu leitor precisará preencher um breve formulário de captura. Nesse formulário você deve pedir algumas informações essenciais, como nome e e-mail do leitor.

E é assim que você começa a construir uma lista de e-mails qualificada. Ou seja, composta de pessoas que realmente tem interesse naquilo que você tem a oferecer.

3. Envie conteúdo de valor

Essa parte, sem dúvidas, é o verdadeiro desafio em relação ao e-mail marketing. O fato de que alguém assinou a sua lista não quer dizer que essa pessoa vai continuar na sua lista para sempre.

Muitas pessoas assinam a lista apenas porque querem ter acesso ao conteúdo da isca digital. Portanto, para fazer com que essas pessoas continuem na sua lista é preciso tomar alguns cuidados.

Em primeiro lugar é importante saber o que enviar para a sua lista. Diferente do que muitos empreendedores iniciantes acreditam. Apenas enviar uma oferta e esperar que magicamente toda a sua lista compre o seu produto, não vai acontecer!

Na verdade, um dos erros que muitos iniciantes cometem é o de enviar apenas ofertas. O que costuma fazer com que ou você vá parar na caixa de spam ou que as pessoas peçam para sair da sua lista.

Segundo especialistas em marketing digital, o ideal é utilizar a lei de Pareto. Ou seja, neste caso, enviar 80% dos e-mails com conteúdo e apenas 20% dos e-mails com ofertas.
Isso faz com que quem assina a sua lista esteja sempre interessado naquilo que você tem a dizer e, consequentemente, muito mais aberto a comprar com você.

4. Relacionamento

Como eu já disse lá em cima, outro fator essencial que todo empreendedor digital precisa ter em mente é o relacionamento. Ele é a base das suas vendas!

E para criar um bom relacionamento com o seu público, alguns cuidados são necessários. Em primeiro lugar, é preciso pensar em como você irá falar com o seu público.

Isso importa, na verdade, para qualquer conteúdo que você for oferecer, seja no blog ou nas redes sociais. É importante tentar se colocar no lugar do seu cliente ideal e imaginar como ele gostaria que você falasse com ele.

Uma dica prática é sempre colocar o nome do cliente no e-mail e finalizar com o seu nome e não apenas o nome da empresa. Essa simples medida faz com que seu cliente em potencial se sinta muito mais próximo de você.

Além disso, também é importantíssimo incluir sempre no e-mail uma call to action, ou seja, uma chamada para ação.

Essa call to action pode variar dependendo do tipo de e-mail que você envia e pode levar o seu leitor a realizar várias ações. Como ir até o blog, conferir um vídeo no Youtube, comprar um produto etc.

2 erros que você não deve cometer

E para te ajudar a realmente construir uma lista de e-mails de qualidade, veja os 2 erros que você jamais deve cometer. Confira:

• Comprar listas

Embora quem já trabalha com marketing digital sabe que comprar uma lista de e-mails é um erro enorme, para quem está começando, isso pode parecer uma boa opção. Mas, acredite, não é!

Isso porque quando você oferece uma isca e as pessoas assinam sua lista, você sabe que aquelas pessoas estão minimamente interessadas no seu nicho.

Ainda que seja apenas por curiosidade em saber o que você irá dizer naquele material, ainda assim, esse é o caminho ideal.

Ao comprar uma lista, no entanto, você não tem como saber se aquelas pessoas estão interessadas no seu nicho ou não.

Pense um pouco e perceba que você provavelmente já recebeu e-mail de produtos que, simplesmente, não servem para você. E o que você fez com esses e-mails é muito simples, mandou para caixa de spam e talvez até tenha bloqueado o remetente, certo?

Pense que ao comprar uma lista a probabilidade de que isso aconteça com quase 100% dela é enorme. Por isso, não jogue seu dinheiro fora e construa sua própria lista de e-mails.

• Irregularidade nos envios

Outro grande desafio de se trabalhar com uma lista é encontrar a regularidade ideal do envio de e-mails.

Como em tudo na hora de começar o seu empreendimento digital, não existe uma receita pronta. Afinal de contas, tudo depende do seu nicho, do seu público e das especificidades do seu negócio.

No entanto, uma boa ideia para começar é enviar um e-mail por semana. Isso é o suficiente para que você não seja esquecido e não seja chato enviando e-mail de mais.

É muito comum entre os grandes empreendedores online fazer um e-mail na semana e enviar nele todo o conteúdo. Isso inclui os artigos novos do blog e o conteúdo de cada rede social específica.

O benefício disso é que há grandes chances do lead decidir ler pelo menos um desses conteúdos. E, portanto, você oferece a ele mais liberdade de escolha e flexibilidade.
Nesse aspecto, tanto e-mails de mais quanto menos e-mails do que o necessário podem ser prejudiciais ao seu negócio.

É claro que é importante lembrar de que ninguém acerta de primeira. Portanto, não se preocupe muito. O mais importante é que com o tempo você aprenda e ajuste a sua estratégia ao seu público.

Conclusão

Neste artigo você conferiu algumas informações valiosíssimas sobre o porque o e-mail marketing é tão importante.

Além disso, aprendeu também o que você precisa saber para criar a sua lista e dois erros que você jamais deve cometer.

E se você quiser continuar aprendendo mais sobre como se tornar um empreendedor digital de sucesso e ganhar muito dinheiro, leia também estes artigos:

Copywriting e persuasão: tudo o que você precisa saber para vender mais

7 Razões porque você deve fazer um treinamento antes de começar a trabalhar na internet.

Conheça o LeadLovers, a plataforma de Marketing Digital que vai fazer seus negócios decolarem.

Espero de coração que você tenha gostado deste conteúdo.

E se você gostou, deixe seu comentário abaixo, assim você me ajuda a construir mais conteúdo de qualidade e que realmente seja importante para você, leitor do meu blog.

​Read More
Produtividade

Automação de Marketing Digital – A verdadeira máquina de vendas.

Automação de Marketing Digital – A verdadeira máquina de vendas.

Nesse vídeo eu explico o conceito do Marketing Digital baseado em Máquina de Vendas. Comparando com o Marketing Digital Tradicional.

Construir a sua máquina de vendas hoje é sem dúvidas a melhor forma de se relacionar com seus prospectos e aumentar as suas conversões.

E isso não se aplica restritamente a negócios digitais, muito pelo contrário, com a ferramenta de Marketing certa você pode aplicar o conceito da máquina de vendas em qualquer tipo de negócio.

No Marketing Tradicional nós temos o escopo:
[ANÚNCIO] —- [OFERTA]

Que funciona muito bem caso a pessoa já conheça o produto que você está oferecendo.

Entretanto, caso a pessoa não compre na hora, no Marketing Tradicional, dificilmente ela voltara na sua oferta o que torna as conversões muita baixas. Algo em torno de 1 para 1000.

Além disso no Marketing Digital Tradicional, além do alto custo, você não constrói relacionamento com seu prospecto.

Na Maquina de Vendas já temos o escopo:
[ANÚNCIO] — [PÁGINA DE CAPTURA] — [OFERTA]

Dessa forma mesmo que a pessoa não compre seu produto na mesma hora, você conseguirá capturar o contato dela em troca de alguma recompensa.

Dessa forma, você conseguirá construir um relacionamento de longo prazo. Podendo trabalhar com E-mail Marketing e através disso aumentar de forma significante suas conversões.

Assista ao vídeo e deixe seu comentário.

Grande abraço.

PS: Assista o Vídeo no Youtube, clique aqui!

PSS: Crie sua Máquina de Vendas! 

.

.

​Read More
Produtividade

Falta de Concentração e Foco? – 5 Dicas Emergenciais

Sofre com a falta de Concentração e Foco durante o dia?

Nesse vídeo apresento 5 Dicas Emergenciais para você recuperar sua concentração e automaticamente sua produtividade durante o dia.

Como sabemos, não é todos os dias que operamos a 100% de nossa concentração e foco. Nossa produtividade se vai pelo ralo e tudo que fazemos se torna fútil e improdutivo. Alguns dias simplesmente parecem não render.

Nesses momentos o ideal é fazermos uma pausa e aproveitarmos a falta de produtividade para fazer coisas menos importantes.

De fato, quando estamos meios “groghs” nossa criatividade aumenta e devemos aproveitar esses momentos da melhor forma possível.

Infelizmente não é todos os dias que podemos fazer essas pausas de repente você tem um projeto grande para entregar ainda hoje e precisa da sua concentração ao máximo.

Se esse é um dias desses, aproveite as 5 dicas do vídeo e recupere sua concentração e foco de maneira simples e rápida.

#1 – Tome um pouco de Sol

O sol é um grande influenciador na produção de vitamina D no nosso organismo. A Vitamina D por sua vez está extremamente ligada ao nosso cérebro, além de contribuir para a força muscular.
#2 – Se movimente

Levante da cadeira e faça uma pequena caminhada ou algum exercício físico rápido. Ao aumentar o fluxo sanguíneo e o nível de oxigenio do cerebro você imediatamente consegue recuperar sua concentração e obviamente seu foco.
#3 – Power Nap (cochilo 20 min.)

A técnica do Power nap, como é conhecido aquele cochilo de 20 minutos em outros países, consiste basicamente em dormir por 15 a 20 minutos.

Embora essa técnica consegue os melhores resultados quando o assunto é recuperação de foco, concentração e produtividade ela envolve pequenos detalhes que fazem do seu “cochilo” um sucesso ou não.

Não basta apenas deitar-se na mesa e dormir por horas e horas, dessa maneira você irá jogar todo o seu dia por ralo a baixo.

O Power Nap precisa ser planejado e seguir a risca algumas técnicas que consistem em:

  • Encontrar um local tranquilo,
  • Tomar uma dose de cafeína, cafés e chá preto de preferência.
  • Programar seu despertador, 15 a 20 minutos no máximo.
  • Eliminar tudo que possa te atrapalhar, avise aos colegas para que não te incomodem e desligue o celular.
  • Levante-se assim que o despertador tocar, sem procrastinar.

#4 – Meditação

A meditação cada vez mais vem se tornando comum na vida dos brasileiros.

Seus benefícios para nossa saúde mental e física são notáveis e ela é extremamente recomendável para quem quer operar na sua máxima performance e produtividade.

Existem alguns exercícios de meditação que duram em torno de 8 a 15 minutos e são ótimos para recuperar nossa concentração.
#5 – Abuse da cor Azul

A cor Azul está diretamente ligada a criatividade e foco, você pode utilizá-la indiretamente durante o seu dia. Abuse da decoração com tons de azul ao seu redor, vale até um papel de parede com a cor. 

Espero que as dica ajudem vocês assim como me ajudam durante meu dia.

​Read More
Como trabalhar na Internet

Como combater a procrastinação: 6 fatos científicos.

 

Como combater a procrastinação: 6 fatos científicos.

Você está na fase final de lançamento do seu novo produto, milhares de Leads na sua lista aguardando a hora do Webinário que você marcou.

Você sabe que precisa terminar todo o roteiro, preparar o cenário e todo o material necessário para o Webinário funcionar perfeitamente e ser um sucesso. E sabe que é isso que irá te trazer os melhores resultados.

No entanto, antes disso você decide sair para comprar uma camisa nova, até porque você vai precisar dela pra se apresentar bem, depois decide dar uma ajeitada na caixa de e-mails, organizar suas músicas, pesquisar sobre a receita nova de brigadeiro que você viu na rua e quem sabe resolva até assistir aquele programa que você gravou no mês passado novamente.

Pois bem senhores e senhoras.

A procrastinação é algo com que todos nós lidamos diariamente em nossas vidas.

E quando trazemos todo nosso trabalho para frente do computador ela se torna ainda mais resistente e digamos “tentadora”.

Afinal, quem nunca montou aquela playlist inspiradora entes de começar a escrever um artigo que atire a primeira pedra.

De fato, é difícil colocarmos a culpa em nós mesmos, ainda mais quando a internet oferece uma quantidade ilimitada de alternativas para fazer nosso trabalho.

Empreendedores Digitais sofrem com os piores casos de Procrastinação que existem. Só a idéia de poder trabalhar de qualquer lugar e montar o próprio horário já é o suficiente para começar a procrastinar agora mesmo.

Veja também: Como trabalhar com o que gosta, da sua própria casa utilizando apenas a internet.

Para ajudar você a combatê-la diariamente, reuni aqui 6 táticas comprovadas cientificamente para acabar de vez com a procrastinação.

O que realmente é a procrastinação?

Em sua tradução literal. Procrastinar é o ato de deixar para depois, adiar ou prolongar uma situação para ser resolvida depois.

E em troca de fazer o que realmente precisa ser feito, seu cérebro cria diversas outras atividades sem sentido para te manter ocupado e adiar cada vez mais sua situação.

É cientificamente comprovado que o ato de procrastinar está relacionado com a ansiedade, stress, falta de criatividade e outros sentimentos que ajudam a desconcentrar a pessoa de seu objetivo.

Muitas vezes o simples fato de ter que cumprir com uma tarefa que você não gosta já é um prato cheio para a procrastinação.

É interessante analisarmos que a procrastinação só prevalece no dever. Não procrastinamos coisas que gostamos ou sentimos prazer.

O psicólogo Joseph Ferrari no seu livro Procrastinação relata: “a maioria de nós começa o dia procrastinando, ao apertar aquele botão do despertador que permite ficarmos na cama por mais cinco minutinhos.

1 – Aprenda a se comprometer

Lembra de seus dias de faculdade, nos quais praticamente todo mundo se gabava de ter ficado milagrosamente acordado a noite toda para estudar? Mas deixar para última hora e estudar ou trabalhar a noite inteira está longe do ideal em termos da qualidade do que é produzido.

De acordo com um estudo sobre a procrastinação, a atitude é inspirada no fato de que não há nenhuma maneira de “sair”. Melhor ainda, este sentimento pode ser controlado (sem preocupação e paranoia) pelo fato da pessoa se “pré-comprometer” à tarefa antes de iniciá-la. Existem algumas maneiras de fazer isso, dependendo da gravidade de sua letargia.

Uma das alternativas mais extremas é um aplicativo chamado StickK, que permite que você se comprometa a um objetivo que você deve concluir em um prazo determinado. Antes que você possa definir a meta, no entanto, é preciso estabelecer uma quantia em dinheiro, e se você perder o seu prazo, esse dinheiro fica bloqueado e é doado para uma instituição de caridade que você odeia. Você pode selecionar outras opções e não ter que colocar dinheiro na brincadeira, mas daí, é claro, sua motivação vai por água abaixo.

Outras formas menos dramáticas para alcançar um efeito similar é anotar quando e onde você vai completar uma tarefa (alunos que fazem isso são muito mais propensos a completar tarefas), ou tornar seu compromisso público através da partilha de seu plano com um amigo (por exemplo, enviar um e-mail dizendo “Minha parte do trabalho estará pronta amanhã às cinco horas”). Leva em conta um tempo para emergências, mas não se dê uma semana para terminar uma tarefa quando você realmente precisa de um ou dois dias, no máximo.

2 – Se organize

Pesquisas mostram que a “paralisia da análise” é uma das principais causas da procrastinação. Não saber o que fazer é muitas vezes pior do que o trabalho em si. É por isso que você deve sempre se esforçar para se organizar com novos compromissos, especialmente em termos de como você começará cada um de seus dias.

Na noite anterior, crie uma simples lista de tarefas (esqueça aplicativos, vá de papel e caneta) consistindo de três grandes coisas que você quer prontas no dia seguinte. Mantenha essa lista ao alcance, em sua mesa ou bolsa. Com uma lista clara do que trabalhar hoje, você não terá que repassar mentalmente uma longa lista de obrigações que devem ser cumpridas “algum dia”.

3 – Técnica do redirecionamento

Ser muito duro consigo mesmo por procrastinar não é saudável. Na verdade, um estudo mostra que a auto culpa é definitivamente contraprodutiva. A pesquisa analisou os hábitos para estudar em particular, e concluiu que o “perdão permite que o indivíduo supere seu comportamento mal adaptado e se concentre no próximo exame, sem a carga de atos passados para dificultar o estudo”.

Agora, isso não significa que você deve desistir, mas sim que você não deve deixar o fato de que você não quer fazer algo fazer você se sentir mal. Em vez disso, você deve tentar redirecionar sua procrastinação em algo produtivo.

Por exemplo, quando não estiver conseguindo escrever, faça pequenas tarefas que ainda precisam ser feitas, como responder e-mails. A técnica não é à prova de falhas, mas pode deixá-lo com mais vontade de trabalhar durante aqueles períodos que você realmente tem que terminar algo.

Mas pesquisas também sublinham que é importante avaliar cada tarefa para garantir que você não esteja se engajando em comportamento “automático”.

Muitas vezes, nosso comportamento é robótico. Nós fazemos coisas porque não pensamos realmente sobre elas, porque é um hábito ou estamos copiando inconscientemente outras pessoas. Este tipo de comportamento pode ser um inimigo do verdadeiro objetivo. Pergunte-se se o que você está fazendo está realmente o deixando mais perto de seu objetivo.

Enquanto a tarefa para a qual você está redirecionando ainda for relevante para seus objetivos, digamos, terminar algumas edições em vez de criar um novo artigo, não há problema em perdoar a si mesmo e redirecionar o seu comportamento.

4 – Defina micro e macro metas

A motivação é importante para alcançar objetivos, bem como os planos que você constrói para chegar lá. Em um estudo surpreendente sobre motivação, pesquisadores descobriram que o pensamento abstrato sobre os objetivos pode realmente ajudar na hora da disciplina. No sentido mais básico, “sonhar grande” não é um mau conselho (embora precise ser balanceado).

A criação de planos grandiosos pode intimidar as pessoas e elevar suas expectativas. Para que elas não precisem parar de sonhar grande, a melhor maneira de encontrar um equilíbrio é simplesmente definir “macro metas” e “micro quotas”.

Seus objetivos devem ser as coisas que você espera conseguir, e suas quotas as coisas pequenas que têm que ser feitas todos os dias para que as maiores aconteçam.Por exemplo, o escritor/designer Nathan Barry forçou-se a escrever mil palavras por dia, fizesse chuva ou fizesse sol, para conseguir auto publicar seus três livros. A quota era acessível e tornou o objetivo possível.

Veja também: Como criar um negócio online do zero seguindo um plano de tarefas de 30 dias.

Basicamente, quotas o ajudam a fazer um pouco de cada vez. Começar por baixo garante um começo em primeiro lugar, e, mais para frente, a realização de seus objetivos maiores.

5 – Tenha o tipo “certo” de fantasia

Fantasias sobre o futuro são geralmente boas. Mas fantasia em excesso é uma assassina de metas e uma enorme razão para as pessoas procrastinarem (em combinação com perfeccionismo). De acordo com um estudo sobre motivação e fantasias, quando você pensa muito grande pode estar sabotando objetivos reais já obtidos.

Pesquisadores testaram o quão comum eram fantasias sobre o futuro em participantes, e acompanharam seu desempenho em uma série de categorias.

Os participantes estavam à procura de um emprego. Aqueles que passaram mais tempo sonhando com a obtenção de um emprego tiveram um desempenho pior. Dois anos depois de sair da faculdade, os sonhadores tinham se inscrito para menos vagas de trabalho, recebido menos ofertas, e, se estavam trabalhando, tinham salários mais baixos.

Visualizações positivas podem ser motivadoras e inspirar as pessoas, no entanto. O erro está no que nós visualizamos. Os pesquisadores descobriram que os participantes que se envolveram em visualizações que incluíam o que precisava ser feito para alcançar seu objetivo (por exemplo, sonhar com a aprendizagem de outra língua, e visualizar-se praticando todos os dias depois do trabalho) eram mais propensos a superar seus colegas.

A visualização do processo funciona porque ajuda a chamar a atenção sobre os passos necessários para atingir sua meta e reduzem a ansiedade. Então não se preocupe com seus sonhos, apenas certifique-se que você não está se focando na recompensa sem pensar nos passos necessários para que ela venha.

6 – Conheça os quatro pilares da procrastinação

De acordo com um estudo acadêmico, parece haver quatro pilares da procrastinação que influenciam a população em geral. Identificar qual deles está te impedindo de fazer uma determinada tarefa pode ser útil para superar a barreira inicial de começá-la – que é a parte mais difícil.

  • Tarefa de baixo valor: Quando consideramos uma tarefa desagradável ou chata, ou pouco importante para nosso objetivo final, podemos tentar transformá-la em mais agradável para poder concluí-la, como, por exemplo, escrever um projeto sentado no seu café preferido tomando seu drink preferido. Ou você pode adicionar elementos artificiais, tais como prazos “sem volta”, como os mencionados acima que envolvem dinheiro.
  • Personalidade: Infelizmente, a personalidade desempenha um papel na procrastinação. Algumas pessoas são mais impulsivas do que outras. A vantagem é que, embora seja difícil de controlar a personalidade, é muito mais fácil controlar o ambiente. Por exemplo, se você está de dieta, pode esconder as comidas gordurosas que você não deve comer. Você certamente desistirá de comer uma coisa ou outra se elas não estiverem na sua frente. Se precisar terminar algum trabalho, bloqueie todas as distrações, vá para locais tranquilos (como a biblioteca) e restrinja o desperdício de tempo, usando ferramentas como StayFocusd, que bloqueiam sites que certamente lhe farão procrastinar.
  • Expectativas: Se você espera completar uma tarefa facilmente, então é menos provável que você procrastine. Este pilar é um pouco mais difícil de “burlar”, mas o melhor truque é simplesmente perceber que o primeiro passo é muitas vezes o mais difícil psicologicamente. “Fazer” será muito menos terrível do que imaginamos que será, por isso, se pudermos dedicar pelo menos 5 minutos para tentar algo, podemos ver no que vai dar.
  • Medo de falhar: O medo do fracasso é uma coisa real para muitos procrastinadores. Este pilar tem realmente a ver com estar confiante em suas habilidades. A dica aqui é: tente. Você já tem o não; se tentar e continuar com o não, dá na mesma. Mas é só se você tentar que pode conseguir um sim.

Bônus: Deixe para lá

Para muitos de nós, a procrastinação vem de uma sobrecarga de obrigações. Nossa capacidade de dizer “não” a coisas que não estão realmente nos movendo em direção a nossas metas é uma habilidade difícil de aprender, mas quando estamos sufocados sob um monte de tarefas sem sentido, é necessário adquiri-la. Produtividade requer eliminação radical. Pode parecer egoísta, mas você tem que cuidar de si mesmo para que você possa cuidar de qualquer outra coisa ou pessoa. [LifeHacker]

​Read More
cupom de desconto leadlovers
Produtividade

Como conseguir um Cupom de Desconto LeadLovers – Email Marketing

Como conseguir um Cupom de Desconto LeadLovers – Email Marketing

Opa, tudo bem?

Resolvi de última hora publicar esse artigo, pois acabei de receber uma grande novidade no meu e-mail.

Sinceramente preciso indicar isso para a maioria das pessoas o mais rápido possível.

Sim, conseguimos um cupom de desconto LeadLovers para novas assinaturas , e já falo pra você como ter acesso a ele mais abaixo.

Você que está aí se “aventurando” no Marketing Digital, seja ele através de conteúdo ou construção de lista.

Ainda está buscando a Ferramenta de E-mail Marketing perfeita? Aquela que vai deixar tudo integrado e reduzir pelo menos 80% do trabalho na hora de montar seu negócio.

Então!

Posso afirmar que suas buscas acabaram a partir de agora.

Se você ainda não conhece a ferramenta… ou melhor dizendo.

plataforma completa de marketing digital LeadLovers esse é uma ótima oportunidade pra conhecer melhor a proposta deles. 

Sinceramente hoje no mercado nacional ainda não conheci uma ferramenta tão completa e ao mesmo tempo tão simples de se trabalhar.

O Diego Carmona, criador do LeadLovers, adivinhou exatamente o que os empreendedores digitais necessitavam.

E desenhou cirurgicamente cada detalhe para que não faltasse nada.

Sabe quando você trabalha numa ferramenta e fica imaginando como ela poderia ser diferente em um detalhe ou outro ou ter aquela função extra pra poder facilitar o trabalho.

Então… A primeira impressão que o LeadLovers deixa é exatamente esse, só que quando você pensa que poderia  ter aquela função extra ela já está lá!

De uma forma totalmente integrada e simples de aplicar.

Vale muito a pena dar uma conferida em todos os recursos que o LeadLovers oferece aqui.

Caso você já conheça o LeadLovers, entretanto ainda não faz parte da nossa comunidade, essa é uma oportunidade melhor ainda.

Conseguimos um SUPER CUPOM DE DESCONTO LEADLOVERS para novas assinaturas.

Com esse cupom você terá acesso a 50% DE DESCONTO NOS DOIS PRIMEIROS MESES de assinatura.

E fique tranquilo que dessa vez não é nenhuma “pegadinha” pra você fazer uma assinatura anual ou algo do tipo.

É bem simples… Você acessa uma página, se cadastra com seu email e dentro de alguns segundos recebe uma mensagem com seu código de cupom.

Depois basta clicar no link de assinatura no próprio e-mail pra poder validar o cupom, você será direcionado direto pra página do LeadLovers.

Aí é só escolher seu plano preferido e na tela do pagamento clicar em “Possui cupom de desconto“.

Lá você coloca exatamente o código que receber no seu e-mail e pronto! 

Após inserir o seu cupom de desconto leadlovers o preço da assinatura é atualizado e você ganha na hora o desconto, que será válido pelos primeiros dois meses de assinatura.

Pode fazer o pagamento com cartão de crédito ou boleto, o cupom é válido pra qualquer um dos dois.

Então não tem desculpa, você pode clicar aqui e pegar agora mesmo seu cupom de desconto leadlovers e assinar agora mesmo, enquanto o cupom ainda é válido!

AGORA fique atento.

Ninguém sabe até quando esse cupom de desconto LeadLovers ficará válido, pode ser que você esteja lendo esse post agora e o cupom já não tenha mais valor, mas não custa tentar né.

Então aproveita a oportunidade de fazer parte da ferramenta de Marketing Digital mais completa que existe no mercado nacional ainda hoje.

Aproveite pra começar economizando e lucrando ainda mais.

Pra ter acesso ao cupom de desconto do LeadLovers basta clicar aqui!

Te espero na nossa comunidade exclusiva do Facebook.

Grande abraço

Até a próxima!

Saiba mais sobre o LeadLovers

Pegue seu cupom de desconto leadlovers aqui!

 

Leia também: E-mail Marketing. Porque você precisa usar essa estratégia.

 

 

​Read More